Concurso de Escrita sobre o livro 365 Dias para o Viajante.


1. Apresentação

  1. Descrição
    Somos viajantes neste mundo. No decorrer da nossa viagem por esta vida, nem sempre favorável ou desfavorável, o livro do Venerável Mestre Hsing Yun pode ajudar-nos a ter fé, alegria e esperança. Poderemos ultrapassar o nosso egocentrismo e lidar com as nossas emoções. Os ensinamentos incentivam-nos a ajudar outras pessoas, melhoram o nosso caráter, elevam a nossa espiritualidade e ajudam-nos a atingir a iluminação.
    A BLIA Lisboa (Associação Internacional Buddha´s Light Lisboa) e Fo Guang Shan Portugal têm o prazer de convidar todos aqueles que estejam interessados a participar no Concurso de Escrita sobre o livro “365 Dias para o Viajante”, do Venerável Mestre Hsing Yun.

O livro é oferecido a todos os participantes e poderá ser levantado nos vários locais indicados no regulamento.

Podem deixar os contactos para o levantamento do livro aqui…

  1. Objetivo

Este concurso tem como objetivo permitir a partilha e benefício entre as pessoas, das suas experiências pessoais após a leitura do livro do Venerável Mestre Hsing Yun, “365 Dias para o Viajante”.

 
2. Levantamento do livro

O livro do Venerável Mestre Hsing Yun, “365 Dias para o Viajante”, é oferecido a todos aqueles que desejem participar no Concurso, e podem ser levantados nos seguintes locais:

LISBOA

Expo:Templo Fo Guang Shan Portugal
Rua Centieira, nº 35, Lisboa

Alcantara:Museu do Oriente
Doca de Alcântara Norte, Av. Brasília, 1350-352 Lisboa

Campo Grande:
Ciência das Religiões, Un. Lusófona, Campo Grande, 376, Lisboa

Sete Rios: Av. Columbano bordalo pinheiro n’º 88a

Amadora: Avenida Dom José 1 n*71A Reboleira Amadora 2720-208

Ser – Cooperativa de Solidariedade Social – Rua Emídio da Conceição Fernandes 10, loja esq 2700-353 Amadora

Saldanha: Rua Actor Taborda, 51-53 1000-007 Lisboa
Rua Dona Estefânia, 195a, 1000-155 Lisboa

Martim Moniz: Rua de Mouraria, nº 68, Lisboa

SETÚBAL

HappyBrain – Praceta Luís de Camões, 2 cv 2950-552 Quinta do Anjo, Palmela, Setúbal

 Envio por correio através de solicitação. Esta deve ser feita através do e-mail blialisboa2023@gmail.com, ficando os custos de envio a cargo do participante.

No acto do levantamento presencial do livro, os participantes devem deixar o seu nome e e-mail. Os Dados de cada um servem somente para registo na Organização, estando protegidos segundo o Regulamento (EU) 2016/679 Parlamento Europeu e do Conselho de 27 de abril de 2016 e pela lei portuguesa Lei n.º 58/2019, de 8 de agosto.

3. Organização

A organização do Concurso está a cargo do Templo Fo Guang Shan em Portugal, da Associação Internacional Buddha´s Light de Lisboa, da Fundação Oriente e Universidade Lusófona.


4. Regulamento


4.1. Concorrentes e Participação

Podem participar no Concurso todas as pessoas com idade superior a 16 anos.

Pessoas que constituam parte integrante do Júri estão vedadas à participação a Concurso.
A participação é feita através da apresentação a concurso de um texto em língua portuguesa, o qual deve seguir as instruções seguintes:

  1. Ter entre 1200 e 5000 palavras;
  2. Deve abordar reflexões pessoais, relacionadas com os ensinamentos do livro em oferta, incidindo em sentimentos e descrição da experiência pessoal do participante aplicada na vida quotidiana. Tenha atenção que não se trate do resumo do texto ou do livro, se for caso, será considerado nulo.
  3. Cada participante pode concorrer com um máximo de 3 (três) textos.


4.2. Prazo, forma da entrega do texto e número de participantes

Os textos devem ser submetidos até 31 de março de 2024.

4.3. Forma de Entrega

A entrega dos trabalhos deve ser feita por via eletrónica, através de e-mail.

Os textos devem ser enviados para o e-mail: blialisboa2023@gmail.com

No assunto do e-mail deve constar: Participação no Concurso de Escrita sobre o livro 365 Dias para o Viajante.

4.4. Limite de Participações

Mínimo de 100 participantes.

Em caso de número insuficiente de participantes, a edição será adiada ou cancelada.

4.5. Júri

O júri será constituído por:

– 2 Mestres de Templo Fo Guang Shan;

– 2 membros da BLIA Lisboa;

– 2 membros da Fundação Oriente;

– 2 membros da Universidade Lusófona;

– Outras entidades que a organização venha a decidir, podendo ter um máximo de 11 elementos.

Cabe ao Júri a decisão da atribuição dos prémios, da aceitação dos textos a concurso e quais os textos a publicar.

4.6. Prémios

Todos os participantes receberão uma lembrança no dia da entrega de prémios.

Os primeiros 20 textos entregues e considerados válidos para participação, receberão recordações especiais, acumuláveis com os primeiros 20 lugares e as lembranças oferecidas a todos os participantes.

Caso se justifique, o Júri, em acordo com a organização pode decidir alterações aos prémios a atribuir.

Os Prémios até à 20ª classificação distribuem-se da seguinte forma:

1º – Uma viagem de 5 dias ao Mosteiro Fo Guang Shan / Museu do Buda e outras localidades (viagem de avião Lisboa/Porto-Taiwan e regresso + estadia pagas).

2º – 6 (seis) livros do Venerável Mestre Hsing Yun editados em Língua portuguesa + um voucher de 200 euros da Fnac.

3º – 3 (três) livros do Venerável Mestre Hsing Yun editados em Língua portuguesa + um voucher de 100 euros da Fnac.

4º a 20º – lembrança especial.

4.7. Publicação

Cabe ao Júri, em acordo com a organização, decidir quais os textos a publicar.

Podem ser publicados, caso se justifique, mais do que os 20 (vinte) classificados.

A forma e aviso para a publicação dos textos será indicada em tempo oportuno.

4.8. Aviso e Entrega dos Prémios

Os participantes serão avisados por e-mail das decisões do Júri.

Os resultados serão divulgados no site e redes sociais da BLIA Portugal.

Poderão existir outras formas de divulgação, através dos media e imprensa.

A Cerimónia de Entrega dos Prémios realizar-se-á no dia 16 de maio de 2024, às 20:00 (local a confirmar).

5. Entidades

5.1.  Entidades poderão ser empresas, associações, grupos, etc. Ou poderá ser uma pessoa individual que tenha agregado 100 ou mais participantes.

5.2.  Todos os concorrentes são participantes no concurso geral, no entanto podem optar por concorrer simultaneamente através de uma entidade, mas, apenas uma.

5.3.  Se uma Entidade tiver 100 participantes, e estes ganharem o 1º, 2º ou 3º prémio no concurso geral, conta somente um 1º, 2º ou 3º prémio. Caso não tenham ganho no concurso geral, poderão ganhar o 1º, 2º ou 3º prémio pela Entidade.

5.4. A organização atribui na sua totalidade 10 vezes o 1º, 2º e 3º prémio. Se existirem mais de 10 entidades a participar, somente as 9 entidades com melhores resultados receberão o 1º, 2º e 3º prémio, as restantes entidades receberão os prémios de consideração.

5.5.  Para que o concorrente seja associado a uma Entidade, deve enviar junto com o texto a concurso o nome da Entidade para blialisboa2023@gmail.com.

5.6. Da mesma forma, a Entidade deverá enviar à Organização uma lista com os candidatos participantes, confirmando desta forma, o número dos mesmos (mínimo 100 textos validos).

6. Considerações Finais

A Viagem de visita ao Mosteiro Fo Guang Shan, correspondente ao 1º prémio, será realizada num período aprovado pelo Templo Fo Guang Shan Portugal.

Qualquer dúvida ou questão deve ser colocada à Organização através do e-mail blialisboa2023@gmail.com

As decisões do Júri são finais e definitivas.

Todos os textos enviados e aceites a Concurso serão propriedade da BLIA – Buddha’s Light International Association, à qual é permitida a sua divulgação total ou parcial, para efeitos de publicidade. Cabe à Organização zelar pela boa indicação da autoria dos textos publicados sem prejuízo do Concorrente, seja na publicação final ou em qualquer uso total ou parcial do texto.

Ao participar, considerando aqui o envio do texto e não a sua aceitação por parte do Júri e Organização, o Concorrente concorda e aceita com o Regulamento exposto acima. 

Ao participar, considerando aqui o envio do texto e não a sua aceitação por parte do Júri e Organização, o Concorrente concorda e aceita com a publicação do seu texto. 

Podem deixar os contactos para o levantamento do livro aqui…

Entrega dos Prémios do Concurso de Escrita sobre o livro “365 dias para o viajante”

No dia 1 de junho, a BLIA Lisboa (Associação Internacional Buddha’s Light Lisboa) e o Templo Fo Guang Shan realizou a cerimónia de entrega dos Prémios do Concurso de Escrita sobre o livro “365 dias para o viajante”, do Venerável Mestre Hsing Yun. O evento celebrou a criatividade e a reflexão dos participantes, que foram convidados a explorar e expressar as suas interpretações e experiências inspiradas pelas palavras do Venerável Mestre Hsing Yun. Reunindo entusiastas da literatura e admiradores do budismo humanista, a cerimónia destacou o impacto profundo que o livro teve nos seus leitores, promovendo a cultura e os valores da paz, da sabedoria e da compaixão. A ocasião foi marcada por discursos inspiradores, leitura de trechos selecionados e a entrega dos prémios aos vencedores, criando um ambiente de celebração e de aprendizagem coletiva.

PRORROGAÇÃO DO PRAZO PARA ENTREGA DOS TEXTOS NO ÂMBITO DO CONCURSO DE ESCRITA SOBRE O LIVRO 365 DIAS PARA O VIAJANTE

A organização do Concurso de Escrita sobre o livro “365 dias para o viajante”, do Venerável Mestre Hsing Yun, torna pública a deliberação de prorrogação do prazo para a entrega dos textos a concurso até ao dia 16 de maio de 2024, em razão do não preenchimento do número mínimo de participantes a concurso, conforme estipulado no Ponto 4.4. do regulamento do Concurso.

Estão dispensados de formalizar nova entrega dos textos os participantes que já o tenham feito por ocasião do anúncio do Concurso publicado em maio de 2023, e no prazo inicialmente estabelecido para o efeito (31 de março de 2024).

Os critérios, condições, prémios e gratificações de participação no Concurso mantêm-se inalterados e de acordo com o estabelecido no regulamento do Concurso, o qual pode ser consultado em: http://www.ibps.pt/2023/concurso-365-dias-para-o-viajante/.

A Cerimónia de Entrega dos Prémios será adiada para o 1 de junho de 2024, a qual terá lugar na Rua da Centieira n.º 35, em Lisboa.

Mais se comunica que, caso até à nova data designada para a entrega dos textos (16 de maio de 2024) continue a não se verificar o número mínimo de participantes a concurso, conforme estipulado no Ponto 4.4. do regulamento do Concurso, num mínimo de 100 participantes, a organização do Concurso, nos termos e para efeitos do disposto no Ponto 4.6 do regulamento, poderá, livremente, proceder à alteração dos prémios a atribuir.

Lisboa, 23 de abril de 2024.

A Organização do Concurso,

Disposição Perfeita – um ebook

Disposição Perfeita

Respeito Mancheng , meu irmão do Dharma, pela sua resistência, sua não-contenção, pelo seu discurso de coração grande e a sua mente aberta e, assim, mantive em mente, firmemente, a sua frase: “Perfeitamente disposto”.

O Mestre Zhikai tinha dois discípulos, Mancheng e eu. Antes de estudar com o Mestre Zhikai, Mancheng tinha seguido um mestrado diferente. Isto fez com que frequentemente comentasse que ele era apenas meio discípulo do Mestre Zhikai. Mancheng tinha passado, na sua juventude, por momentos mais difíceis do que eu. Honesto e não muito inteligente, foi frequentemente intimidado e injustiçado. Como uma nora na China antiga, ele tinha que fazer trabalho extra e assumia sempre culpa extra. Por vezes, vendo que ele tinha levado muitas repreensões, eu ia ter com ele e tentava consolá-lo. Ainda assim, ele sempre dizia calmamente: “Tudo bem. Estou perfeitamente disposto a fazer o que faço.”

Podes fazer download do PDF aqui…

Livro do Venerável Mestre Hsing Yun.
Tradução para português de Eduardo Patriarca.

O conteúdo e o espírito da Filosofia da Luz de Buda – ebook

Durante muitos anos, Fo Guang Shan e a Associação Internacional da Luz de Buda criaram uma estrutura, construindo um sistema para beneficiar o mundo e salvar os seres sencientes. Os seus métodos são práticos e as suas realizações são visíveis em todo o mundo. Estas duas organizações budistas são como os braços de uma pessoa, ou as asas de um pássaro. Trabalha em conjunto para espalhar sementes de felicidade por todo o mundo.

Podes fazer download do PDF aqui…

A Filosofia da Luz de Buda – 1 – O Conteúdo e o espírito da Filosofia da Luz de Buda

Palavras de Dharma – Chaves para viver bem – um ebook

Pelo Venerável Mestre Hsing Yun

TUDO É POSSÍVEL

Quando temos um Objectivo a Alcançar…

Quando temos um objectivo a alcançar, há duas formas de o visualizar. Uma é que é “possível”, a outra é que é “impossível”. Sem determinação e força, tudo o que é possível tornar-se-á impossível. No entanto, para alguém com coragem, sabedoria e visão, tudo o que parece impossível pode tornar-se possível. Há muitas coisas no mundo que falharão definitivamente, se forem tratadas por pessoas com uma visão “impossível”. Por outro lado, se estes assuntos forem tratados por aqueles que perseveram na sua busca, os objectivos podem certamente ser alcançados.

Podes ler o PDF completo aqui…

Questões sobre a prática Budista – um ebook

Porque é que nos refugiamos na Joia Tríplice

Pelo Venerável Mestre Hsing Yun

O primeiro passo para se tornar um budista é tomar refúgio na Joia Tríplice. Se alguém não passou pela cerimónia de refúgio na Joia Tríplice, então oferecer incenso e curvar-se perante o Buda só podem ser considerados atos de respeito e interesse pelo budismo, não verdadeiros atos de um seguidor budista. É como um estudante que não se inscreveu para uma aula; ele não pode ser mais do que um auditor. Ao tomar refúgio na Joia Tríplice, a pessoa resolve praticar diligentemente o budismo, tornar-se um discípulo da Joia Tríplice e descartar a crença em outras religiões. Tomar refúgio na Joia Tríplice mostra que a tua fé é firme.

Por que devemos tomar refúgio na Joia Tríplice? Porque a Joia Tríplice é como uma lâmpada que dissipa a escuridão, um barco que atravessa o mar do sofrimento, ou a chuva que apaga as chamas de uma casa em chamas. Tomar refúgio na Joia Tríplice significa encontrar refúgio no Buda, no Dharma e na Sangha.

Podes ler o PDF completo aqui…

Causa e Condição – um ebook

Há Mais de 2.500 anos o Buda Shakyamuni nasceu neste mundo para algo muito importante, para uma questão. Esta grande questão, esta causa e condição, é o que nós comummente nos referimos como «Dharma», a verdade alcançada pelo Buda.
Os ensinamentos budistas diferem dos conhecimentos académicos. O conhecimento académico foca-se tipicamente na explicação das aparências. É uma interpretação da realidade baseada no nome e na forma. Em contraste, o Budismo ensina-nos aa desenvolver um entendimento penetrativo da natureza dos fenómenos que é perfeito e completo.
Considere a mão humana. O conhecimento comum simplesmente diz que é uma mão. A ciência médica observa-a como uma estrutura de ossos, músculos, nervos e células. A literatura define a mão em termos de estilo, gesto e expressão. A análise filosófica
da mão é vista como um símbolo de destino e amizade.
Na física, a abertura e fecho da mão representa forças e movimento. Em cada análise a mão é encarada como real. A mão existe. Em contraste, a visão Budista penetra a essência da mão. Vê a mão em si mesma como uma forma ilusória e temporária, de natureza instável, que irá eventualmente decair e desaparecer. Como um fenómeno, a mão está vazia.

Download do PDF aqui…