Recitação de sutras ao sábado

No próximo sábado dia 20 de Maio iniciamos a recitação de Sutras pelas 9h00, as restantes atividades mantêm-se no mesmo horário

Aos Sábados:

09h00 – 10h15 – Recitação/leitura de Sutras

10h30 – 11h15 – Meditação Chan (Zen) em grupo

11h30 – 12h30 – Grupo de leitura/estudos e ensinamentos budistas

seguido de almoço vegetariano
(por favor confirme até 6ª às 12h30 se quiser ficar para o almoço)

Celebração do Aniversário de Buda

É com prazer que a BLIA e o Templo Fo Guang Shan o convidam, bem como toda a sua família e amigos, para uma das mais importantes celebrações do budismo: o Vesak, festividade em que comemoramos o nascimento do Buda.

Mais do que uma lembrança histórica, esta celebração é antes de tudo, um momento para voltarmos nossas mentes para a nossa própria natureza búdica. Venha assistir ao longo do dia 7 de Maio a vários eventos artísticos, na RIBEIRA DAS NAUS, em Lisboa. A cerimónia irá realizar-se pelas 15h00.

Podem ver mais informações sobre o evento aqui…

Como praticar

No dia 6 de Abril o grupo de estudos na Amadora esteve a refletir sobre “Como Praticar”, um texto do Mestre Hsing Yun, com base no Sutra Plataforma do Sexto Patriarca.

“Quando a mente estiver equilibrada,
Qual a necessidade de trabalhar pela moralidade?
Quando o comportamento estiver correto,
De que servirá a meditação?
Quando compreender a misericórdia,
Naturalmente cuidará dos pais.
Quando compreender a conduta fiel
Toda a sociedade estará em ordem.”

Um dia de Meditação Chan no Templo Budista de Vila do Conde

Dia 8 de Abril, no Templo Budista de Vila do Conde, teremos um dia de Meditação Chan, com a Venerável Mestre Chuehru que viajará de Manchester para estar connosco.

Este dia de meditação está aberto a todos os que tenham interesse em meditação e no budismo

Para a participação, podem enviar um email de confirmação para cenifguimaraes@gmail.com

Este evento é gratuito, caso queiram podem oferecer um donativo de apoio ao templo pelo almoço, jantar e deslocação da Mestre.

BLIA Porto – Um dia de Meditação Chan

波爾圖佛光一日禅修課程時間表

Levar roupa confortável.

  • 08:00-08:20 – Registo 報到
  • 08:30-9:00 – Introdução à meditação 禪修介紹
  • 9:00-9:30 – Instrução para a meditação – alongamento e postura禪修指導 (身體鬆柔操)
  • 9:45-10:35 – Sessão Sila-Samadhi- Prajna 禪修指導 (戒定慧的基礎)
  • 10:45-11:45 – Técnicas de respiração – contagem 禪修指導 (呼吸方法:數息)
  • 12:00-13:00 Almoço vegetariano 午齋
  • 13:10-13:50 – Alongamento e postura – 禪修指導 (身體鬆柔操)
  • 14:00-15:00 – Técnicas de respiração 禪修指導 (呼吸方法:隨息)
  • 15:00-15:50 – Meditação 禪修
  • 18:00-18:30 – Jantar 藥石
  • 18:30-19:00 – Debate 討論
  • 19:00 – Despedida 賦歸

Livros de referência

  • Hsing Yun – Only a great rain:
  • A guide to Chinese Buddhist meditation. (1999).
  • Hsin Ting, Meditation and Wisdom. (2014).
  • Dharmamitra. The Essentials of Buddhist Meditation, by Sramana Zhiyi (小止觀). (2009).
  • Dharmamitra. The Six Dharma Gates to the Sublime, by Sramana Zhiyi (六妙門). (2009).

Novo livro de estudo – Budismo Puro e Simples

Os grupos de Estudo Budista em Lisboa, Amadora e Guimarães, podem iniciar um novo tema que se encontra no livro Budismo Puro e Simples, do Venerável Mestre Hsing Yun.

“O Sutra das Oito Percepções dos Grandes Seres pode ser dividido em duas partes. A primeira corresponde à primeira percepção; a segunda, às sete restantes. A primeira percepção relaciona-se à análise do mundo feita pelo Buda, que nela discute a impermanência, a vacuidade, a natureza da mente e o ciclo de nascimento e morte. O seu propósito é levar-nos a compreender a natureza do mundo em que vivemos. Nas sete percepções seguintes, o Buda ensina como viver neste mundo. Os conceitos mais importantes da primeira percepção são a impermanência e a vacuidade. «A iluminação resulta de anos de prática. É difícil conquistá-la, porque o pensamento deve ser usado para purificar o pensamento; a atenção plena, para purificar a atenção plena; a mente, para se controlar a si própria. É como utilizar uma mão para se agarrar a si própria, ou um olho para se ver a si mesmo.”

Caligrafia “Um só traço”

O Venerável Mestre Hsing Yun nasceu em Jiangdu, China, em 1927. Foi ordenado em 1941 e é o 48º Patriarca da escola Linchi (Rinzai) Ch’an. Em 1949, no meio da turbulência da guerra civil, foi para Taiwan.

Em Taiwan, ele fundou a Ordem Budista Internacional Fo Guang Shan. E começou a cumprir o seu velho voto de promover o Budismo Humanista, que leva a sério a prática na vida diária. Com o ênfase de realizar a nossa natureza verdadeira no aqui e agora, neste precioso nascimento humano e neste mundo.

O Venerável Mestre Hsing Yun é um escritor prolífico e escreveu mais de 100 livros em chinês. Os seus escritos foram traduzidos para inglês e muitas outras línguas. Os seus trabalhos sobre a vida de Buda Shakyamuni e o Dicionário Budista de Fo Guang Shan, com dezasseis volumes, receberam o prémio mais alto dos Prémios Humanitários de Taiwan.

Aos 70 anos, a visão do Venerável Mestre Hsing Yun tornou-se mais desfocada, depois de complicações devido à diabetes. As suas mãos também começaram a tremer. Ele pensou nos seus leitores, amigos e organizações que frequentemente lhe pedem as suas palavras. De pleno coração, decidiu mergulhar o seu pincel na tinta e tentar completar as suas palavras com um só traço. Desde então esta é chamada a “Caligrafia de um só traço”.

A abertura do olho da mente

A “Abertura do Olho da Mente” é uma palestra realizada pela Venerável Jue Ji, directora da Chinese Buddhist Studies of University of West, no templo Hsi Fang.

A palestra é baseada no livro do Venerável Mestre Hsing Yun, com o mesmo nome, sobre o fundamento do Budismo – as quatro nobres verdades, o nobre caminho óctuplo, os três selos do Dharma, que advogam que todos os seres humanos têm uma natureza de Buda e que devemos corajosamente enfrentar o nosso medo e dúvida, desapegando-nos dos desejos, para que possamos valorizar as nossas vidas e fazer brilhar a humanidade em glória.

Parte 1

Parte 2

Parte 3

Parte 4

Parte 5